Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > IFTM Campus Uberaba > Últimas Notícias > IFTM Campus Uberaba desenvolve projeto para prevenção de incêndios florestais
Início do conteúdo da página
Notícias

IFTM Campus Uberaba desenvolve projeto para prevenção de incêndios florestais

A placa de riscos de incêndios fornece resultados diários

  • Por IFTM Campus Uberaba
  • Publicado em 08/06/2018 às 09:59
  • Última modificação 08/06/2018 às 10:03
Instalação da placa de risco de incêndio florestal
Instalação da placa de risco de incêndio florestal
Crédito: Daniel Pena

As notícias sobre as ocorrências de incêndios florestais no Brasil e em outras partes do mundo, causando alterações drásticas no ambiente e danos econômicos importantes, ressaltam a necessidade da adoção de mecanismos para reduzir o número de incêndios e a extensão dos danos a partir de prevenção dentro de uma política adequada de planejamento de distribuição de recursos destinados à proteção de incêndios florestais.

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o ano de 2017 foi o segundo com o maior número de queimadas da história, entre os meses de janeiro a setembro, foram detectados 185 mil focos de incêndio em todo país e, apenas em setembro do ano passado, mais de 95 mil atingiram as florestas brasileiras.

Além da ação humana, grande responsável pelos incêndios em florestas, à qual se juntam longos períodos de seca e estiagem, os raios também têm sua parcela de contribuição, agravando os problemas.

Pensando nisso, um grupo de estudantes de Engenharia Agronômica do campus Uberaba, orientados pelo professor Daniel Pena Pereira, fizeram uma placa de risco de incêndios florestais.

“O zoneamento de risco ou os mapas de riscos têm sido empregados cada vez mais como instrumentos fundamentais no planejamento racional dos recursos destinados à prevenção e pré-supressão dos incêndios florestais. E também, como forma de conscientização das pessoas”, explica Daniel Pena.

O professor Daniel Rufino Amaral, coordenador geral de pesquisa, inovação e pós-graduação do campus destaca “inverno relativamente seco na região, observa-se um relevante número de queimadas na região, considerando como primordial para local. Conscientização e importância do cuidado com risco de incêndios, atitudes de alta periculosidade de queimadas em épocas impróprias. Para um local dedicado a ensino é 10. Difundir a ideia do risco e importância de se atentar aos detalhes e ajudar na prevenção. Placa de risco, formação brigadistas e a conscientização: a comunidade tem muito a ganhar. Parabenizou a iniciativa do projeto, é imprescindível o conhecimento ser repassados para a comunidade externa do IFTM. Iniciativa 10”.

“Faço minhas as palavras do professor Daniel Rufino, com conscientização e alertas podemos contribuir onde vivemos: por uma Uberaba sem incêndios, sem fuligem e sem fumaça. O incêndio florestal é uma das maiores ameaças aos investimentos tanto nas áreas urbanas quanto em cultivos florestais”, comenta Pena.

“Bom, a iniciativa é muito importante visto que muitos têm o conhecimento de riscos de incêndio, mas não é divulgado para a comunidade. Tendo uma placa de riscos dentro da instituição levará à conscientização diária das pessoas. Além disso o incêndio é influenciado pela chuva e como conhecemos na região temos um período de escassez de chuva e veranicos, em que o risco de incêndio aumenta, e tendo essa informação divulgada serve como conscientização, cuidados a serem tomados e prevenção de incêndios”, conta Jan Cornelis van Kempen, aluno do 7° período de Engenharia Agronômica.

Rosemar Medeiros Lino, também do 7º período, elogiou a iniciativa do professor Daniel Pena “parabéns pela iniciativa do professor, a conscientização é o primeiro passo para prevenção. Diminuindo o risco de incêndios. Parabéns a todos os alunos envolvidos”.

Saibam mais sobre o projeto no site da placa de incêndio, no Facebook e Instagram.

Com informações do Jornal da USP.



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página