Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > MEC divulga dados da nova edição da Plataforma Nilo Peçanha
Início do conteúdo da página
Notícias

MEC divulga dados da nova edição da Plataforma Nilo Peçanha

Encontro presencial ocorreu em Brasília no dia 23 de novembro e contou com a participação do Conselho da Rede Federal

  • Por IFTM Reitoria
  • Publicado em 25/11/2021 às 14:30
  • Última modificação 25/11/2021 às 22:45
Imagem do Ministro da Educação (MEC), Milton Ribeiro, e do Secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Tomás Sant'ana, sentados em uma mesa com forro branco durante reunião de apresentação dos dados da Plataforma Nilo Peçanha. Ao fundo deles, painel azul escuro com escritos em branco: Dados da Plataforma Nilo Peçanha - Edição 2021
Imagem do Ministro da Educação (MEC), Milton Ribeiro, e do Secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Tomás Sant'ana, sentados em uma mesa com forro branco durante reunião de apresentação dos dados da Plataforma Nilo Peçanha. Ao fundo deles, painel azul escuro com escritos em branco: Dados da Plataforma Nilo Peçanha - Edição 2021
Crédito: Divulgação

No primeiro ano da pandemia da Covid-19, a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica teve um aumento de matrículas de, em média, 47% no comparativo com o ano de 2019. Os dados foram apresentados pelo Ministério da Educação (MEC), nessa terça-feira (23/11), e estão disponíveis na nova edição da Plataforma Nilo Peçanha (PNP), que sistematiza os dados do ano anterior ao do exercício – assim, nesse caso, a PNP 2021 reflete os dados do ano de 2020. Ao todo, 670 unidades da Rede enviaram seus dados para a Plataforma.

A alta nos números de estudantes matriculados na Rede Federal foi estimulada pelos cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) que passou de 184.328 mil, em 2019, para 679.635, em 2020, registrando um salto de 268,7%. Parte desses cursos foram oferecidos à distância, o que também puxou o número de matrículas nessa modalidade. Segundo a PNP em 2019 foram 126.782 matrículas EAD em toda a Rede Federal, enquanto no ano seguinte foram registradas 674.280.

Sobre os dados registrado pela plataforma, o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC (Setec/MEC), Tomás Dias Sant’Ana, destaca o aumento das matrículas como um retorno a sociedade. “A Plataforma Nilo Peçanha é um importante entrega que fazemos hoje, pois mostra à sociedade como a Rede está se colocando frente a esse grande desafio da pandemia. Toda a questão nos anos de 2020 e 2021 tem seus efeitos”, destaca.

No entanto, a oferta de cursos Técnicos, de graduação e pós-graduação registraram um revés de 35%, 30% e 37%, respectivamente no comparativo de 2020 com 2019. Nesse período, também caiu o gasto de matrícula por aluno, que era de R$ 15.741,98 para 15,419,28 e aumentou a razão de matrícula por professor, que era 24,24 em 2019 para 24,92 em 2020.

Criada em 2018, a Plataforma Nilo Peçanha é disponibilizada todos os anos sempre com informações do ano anterior, com conteúdo de interesse de gestores, professores, pesquisadores e estudantes. A ferramenta é comumente utilizada para nortear as decisões de investimentos públicos na Rede Federal. “A PNP é um instrumento que dá qualidade e transparência as decisões públicas. É um ambiente virtual seguro e eficiente”, destaca o ministro da Educação, Milton Ribeiro.

Representando o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), o secretário executivo, Alexandre Bahia, parabenizou todos os servidores da Rede Federal envolvidos na apuração e consolidação dos dados e ressaltou que os dados eram esperados com ansiedade pelos dirigentes máximos das instituições que compõe o Conselho.

“O Conif tinha muita expectativa pelos dados, pois estes vão nortear a gestão da Rede. A PNP vai possibilitar a melhora na entrega de políticas públicas. Certamente estamos tratando de uma ferramenta muito importante, que mostra para a sociedade o que fazemos com o investimento que é aportado na Rede”, destacou Bahia.

Fonte: https://portal.conif.org.br/br/component/content/article/84-ultimas-noticias/4461-mec-divulga-dados-da-nova-edicao-da-plataforma-nilo-pecanha?Itemid=609



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página