Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Campus Paracatu > Cursos > Graduação Presencial > Bacharelado em Administração > Informações complementares

Informações complementares

Organização curricular

Na composição da organização curricular do Curso de Bacharelado em Administração, bem como nas definições relativas ao estágio curricular, são levadas em consideração as determinações fixadas em legislação específica pelos órgãos competentes do Ministério da Educação, do Ministério do Trabalho e as que constam em regulamentos próprios da Instituição, os quais se comprometem com a construção de sociedades justas e sustentáveis, fundadas nos valores da liberdade, igualdade, solidariedade, democracia, justiça social, responsabilidade, sustentabilidade e educação como direito de todos.

Nesta perspectiva, busca-se a integração entre saberes específicos da profissão de Administrador e a intervenção social, assumindo a pesquisa e a extensão como, também, princípios pedagógicos. A estrutura curricular evidencia as competências gerais da área profissional, organizada em unidades curriculares específicas, atividades complementares, trabalho de conclusão de curso e estágio curricular, o qual o aluno poderá cursar a partir da conclusão do 7º período do curso.

O projeto curricular do curso tem sua essência referenciada nas necessidades da qualificação profissional, nas características socioeconômicas e no perfil da região da cidade de Paracatu no Estado de Minas Gerais, bem como no perfil profissional ofertado pelo campus Paracatu, verticalizando o ensino de Administração, por contar com o curso de Ensino Médio Integrado ao Técnico em Administração.

Formas de Ingresso

O ingresso no Curso de Bacharelado em Administração do IFTM – Campus Paracatu, é aberto à matrícula inicial de candidatos que tenham obtido classificação no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) e que tenham concluído o ensino médio ou equivalente, respeitando toda a legislação de reserva de vagas. Para entrar via SISU, o candidato deverá realizar a prova do ENEM e fazer sua inscrição posteriormente de acordo com o cronograma a ser divulgado pelo INEP/MEC. Para ingresso por processo seletivo próprio, o candidato deve aguardar o lançamento do edital, fazer sua inscrição na prova, realizar a prova e aguardar o resultado. Após o resultado, se aprovado dentro do limite de vagas, será convocado para fazer a sua matrícula. Se houver vagas ociosas no início do curso, poderão ser chamados os candidatos que ficaram na lista de excedentes, respeitada a colocação dos mesmos na lista.

Havendo vagas ociosas no decorrer do curso, a Coordenação Geral de Ensino, Pesquisa e Extensão, em conjunto com a coordenação de curso, poderá considerá-las como “vagas remanescentes” e,por meio de processo seletivo disposto em edital, selecionar candidatos nas formas de:

I. abandono;

II. cancelamento do registro acadêmico de estudante regular;

III. transferência para outras instituições;

IV. troca de turno, curso, polo presencial ou campus;

V. desistência;

VI. desligamento;

VII. não preenchimento de vagas.

No ato da matrícula, será exigida a documentação relacionada no edital para o processo seletivo do curso.

A renovação da matrícula deverá ser efetuada pelo aluno ou, se menor, pelo seu representante legal após o encerramento de cada período letivo, conforme definido em calendário acadêmico.