Ir direto para menu de acessibilidade.

Perfil do egresso

A rápida evolução do conhecimento e da tecnologia faz com que os cursos de nível superior de tecnologia sofram atualizações constantes de seus currículos, uma vez que um currículo estático, concentrado somente no aprendizado através de aulas expositivas, em alguns anos se torna obsoleto.

Para atingir esse dinamismo o curso deve possuir uma estrutura flexível, que permita a definição de diferentes perfis para os seus egressos, adaptando-os às rápidas mudanças do mundo moderno. O curso, então, deverá fornecer um conjunto de habilidades e competências que configurem uma estruturação do conhecimento da área escolhida pelo aluno.

Essa estruturação é feita pelo estímulo à pesquisa, ao desenvolvimento, à capacidade de análise de problemas e exigem dos alunos, ao longo do curso, atividades integradas aos conteúdos específicos da informática que estimulem o seu desenvolvimento do raciocínio e da construção do conhecimento e lhe permitirão não somente aprender novos assuntos técnicos de forma independente, como também se adequar a novas realidades profissionais de forma eficiente e rápida.

Do egresso do curso é exigida uma predisposição e aptidões, além de um conjunto de competências, habilidades e atitudes para desempenhar bem as funções que a sua área de atuação requer, tais como:

  • Usar o raciocínio lógico para identificar, criar e analisar soluções para o desenvolvimento de sistemas;
  • Planejar, projetar e programar bases de dados normalizadas utilizando vários paradigmas de banco de dados;
  • Gerenciar os processos de planejamento, projetos, desenvolvimento e manutenção de software ;
  • Desenvolver aplicações para ambiente WEB, dispositivos móveis e sem fio;
  • Conhecer serviços, dispositivos e padrões de comunicação e suas aplicações no ambiente de rede;
  • Exercer com ética as atribuições que lhes são prescritas por meio da legislação específica para a informática;
  • Atuar nas organizações e na sociedade com base em uma visão humanística e empreendedora;
  • Realizar o processo de desenvolvimento de software apoiado no trabalho em equipe exercitando a iniciativa e o comprometimento;
  • Atuar de forma crítica, autônoma e criativa no processo de Desenvolvimento de Sistemas, acompanhando a evolução tecnológica e identificando oportunidades de negócios no mercado de trabalho;
  • Auxiliar na modelagem e desenvolvimento de banco de dados e nos processos de planejamento de projetos de softwares, implantação, desenvolvimento e manutenção de softwares , apoiado no trabalho em equipe, exercitando a ética, a iniciativa e o compromisso;
  • Acompanhar a evolução do setor e contribuir na busca de soluções para as organizações, utilizando de forma inovadora e independente os seus conhecimentos;
  • Exercer, com ética, as atribuições que lhes são prescritas por meio da legislação específica para a informática;
  • Desenvolver softwares voltados para WEB, dispositivos móveis e desktop e
  • Gerenciar empresas ou até mesmo abrir uma microempresa com os conhecimentos adquiridos nas unidades curriculares empreendedorismo e legislação.

A matriz curricular foi distribuída em módulos de Formação Básica, Flexibilização Curricular, Formação Complementar, Formação Humanística e Formação Tecnológica.

Observa-se por esta distribuição que o currículo proposto contempla o embasamento teórico, tecnológico e de outras áreas de formação, proporcionando ao futuro profissional uma formação com unidades curriculares variadas, atendendo a evolução da área de Tecnologia. Logo, é possível identificar as diversas linhas de atuação nas quais o egresso está apto a atuar, tais como, Banco de Dados, Engenharia de Software, Linguagens de Programação, Computação Gráfica, Programação para Internet, Redes, Análise de Sistemas etc. Cada módulo visa atender um aspecto que tornará o egresso um profissional competente e preparado.

As unidades curriculares pertencentes ao Módulo de Flexibilização Curricular, faz com que o egresso adquira conhecimentos muito específicos da área de TI, tais como, Inteligência Artificial, Implantação de Servidores, Implementação de Banco de Dados, Manutenção de Computadores, Interface Homem-Máquina e Planejamento e Gerenciamento de Projetos.

O Módulo de Formação Básica garante ao egresso os conteúdos relativos aos princípios básicos da área de tecnologia e da matemática necessários para o entendimento e o desenvolvimento de sistemas.

No Módulo de Formação Complementar, as unidades curriculares oferecidas proporcionam aos discentes meios para produzir ferramentas que atendam as necessidades da sociedade e de interação com profissionais de outras áreas, por meio de atividades complementares, estágios e trabalhos de conclusão de curso.

O Módulo de Formação Humanística contribui com uma dimensão social e humana na formação do profissional de Tecnologia.

O Módulo de Formação Tecnológica, integrado aos demais módulos, visa à aplicação do conhecimento acadêmico no desenvolvimento tecnológico dos sistemas de computação que permitirão a construção de ferramentas antes inviáveis ou ineficientes.