Ir direto para menu de acessibilidade.

Apresentação

O Programa de Mestrado Profissional em Educação Tecnológica do IFTM foi aprovado pela CAPES em 11 de abril de 2014 e representa importante salto de qualidade no desenvolvimento Educacional local e regional. Tem como objetivos principais a formação de profissionais qualificados em Educação Tecnológica com propósitos concisos de transferir conhecimentos para a sociedade, atender demandas específicas de arranjos produtivos com vistas ao desenvolvimento nacional, regional ou local, além do exercício da prática profissional avançada e transformadora de procedimentos com vistas a atender demandas sociais, organizacionais ou profissionais, expandir as atividades de educação de nível stricto sensu considerando que a modalidade do curso ofertado propiciará novas intervenções por meio da difusão da ciência, da tecnologia e inovação no âmbito da Educação Profissional.

O Programa foi recomendado pela CAPES, conforme publicação no D.O.U. de 11/04/2014. Reconhecimento do curso, conforme Portaria n. 018, em 11/01/2017, publicado no Diário Oficial da União (D.O.U.). Endereço eletrônico do reconhecimento: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=11/01/2017&jornal=1&pagina=22&totalA Homologação do Parecer CNE/CES 267/2014. Aprovação dos Resultados do CTC-ES 151. Renovação do reconhecimento, conforme Portaria 609, de 18/03/2019, publicado no Diário Oficial da União (D.O.U). Endereço eletrônico da renovação do reconhecimento: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=18/03/2019&jornal=515&pagina=63 Homologação do Parecer CNE/CES 487/2018 - Avaliação Quadrienal 2017

 

Área de Concentração

O Curso de Mestrado Profissional em Educação Tecnológica está organizado em torno da área de concentração: Educação Tecnológica, Inovação e Trabalho.

Com uma abordagem interdisciplinar busca discutir conteúdos teóricos, epistemológicos e o uso de novas tecnologias na educação tecnológica, visando desenvolver capacidades criadoras e técnico-profissionais e promover a competência científica de profissionais e pesquisadores. A inserção de novas tecnologias no ensino oportuniza o debate sobre educação de qualidade a partir de elementos como: a construção do conhecimento na sociedade da informação, as novas concepções do processo de aprendizagem colaborativa, a revisão e a atualização do papel e funções do professor, a formação permanente deste profissional no contexto dos avanços tecnológicos.

Linhas de Pesquisa

A área de concentração Educação Tecnológica, Inovação e Trabalho do Programa de Educação Tecnológica será desdobrada nas linhas de pesquisas a seguir relacionadas:

Linha I - Educação, Trabalho, Ciência e Tecnologia – Processos Formativos e Práticas Educativas em Educação Tecnológica

Esta linha de pesquisa define-se como um campo de investigação científica que visa à produção de novos conhecimentos referentes às mudanças tecnológicas “globais”, ressaltando a questão do trabalho, suas mediações e linguagens e as implicações educacionais dos novos paradigmas científicos, tecnológicos e organizacionais. Objetiva ainda estudar as relações entre educação, trabalho, ciência e tecnologia a partir de uma perspectiva histórica, filosófica e sociológica. Como temas inerentes à esta linha relacionamos: história da técnica e da tecnologia; história da educação profissional e tecnológica; estudos conceituais sobre trabalho, sociedade e tecnologia; filosofia social; epistemologia e filosofia da ciência, da técnica e da tecnologia; ética na ciência e na tecnologia. Visa, ainda, estudar os processos formativos na área da Educação Tecnológica, nos âmbitos das instituições educacionais e empresariais. Para isso focaliza questões da área no contexto socioeconômico e político-cultural, destacando: processos históricos e culturais, relação entre mudanças societárias, educação e mercado de trabalho; ambientes de aprendizagem; analogias e metáforas; projetos e práticas educativas.

Linha II - Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), Inovação Tecnológica e Mudanças Educacionais

Esta linha destaca os limites e as possibilidades da educação num contexto de inovação tecnológica e os seus desafios para a sociedade atual. As possibilidades de inserção de novas tecnologias no ensino tais como a utilização de blogs, listas de discussão on-line, rede(s) social(is) (facebook, twitter e outros), chats, fóruns, dentre outros oportunizam o desenvolvimento de processos de educação de qualidade. Estas tecnologias estão presentes na construção do conhecimento na sociedade da informação, nos processos de aprendizagem colaborativa e na revisão e atualização do papel e funções do professor e devem constituir-se objeto de investigação desta linha de pesquisa. Investiga ainda os Sistemas Instrucionais tendo como referencial teórico as áreas da Psicologia Cognitiva, Inteligência Artificial, Cibernética e na instrumentalização de tecnologias recentes com destaque para as áreas de Informática, Multimídia, Comunicação e afins, nos âmbitos da Educação presencial e a Distância.

Linha III - Gestão das Organizações e Políticas Públicas para a Educação Tecnológica e Profissional

Esta linha destaca o papel e o impacto das políticas públicas na gestão das organizações que atuam no âmbito da educação tecnológica e profissional. Realizam estudo e pesquisa sobre a educação profissional e tecnológica como políticas públicas e o papel do Estado. Enfoca o marco legal regulatório da educação tecnológica e a democratização do espaço escolar e a cadeia de relações nele estabelecidas.

Perfil do Profissional a ser Formado

O curso visa formar um profissional com conhecimentos em diferentes áreas da Pesquisa Científica, das Ciências da Educação, na Educação Profissional, nas Tecnologias e na Inovação Tecnológica para o Trabalho permitindo assim conhecer a realidade atual/local, bem como modificá-la. O profissional formado atuará em instituições de ensino, empresas ou organizações públicas e privadas; participará de grupos de pesquisas e produzirá conhecimentos aplicados a educação tecnológica.

Total de créditos para titulação

O curso terá uma organização curricular compreendendo quarenta e oito (48) créditos, equivalentes a setecentas e vinte (720) horas aulas.

Periodicidade da Seleção

Anual

Vagas por Seleção

O total de novos alunos a serem admitidos em cada seleção será de, no mínimo, quinze (15) alunos regulares.