Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Ingresso > Sorteio Eletrônico
Início do conteúdo da página

Sorteio Eletrônico

O processo seletivo para alguns cursos do IFTM é feito por meio de um sorteio público de forma eletrônica quando há mais candidatos inscritos do que vagas oferecidas. O sorteio é realizado com a presença de, no mínimo, três servidores do instituto, não sendo obrigatória a presença dos candidatos.

Regras do sorteio eletrônico

Conforme edital, no dia designado neste, é divulgada na página do processo seletivo a lista de inscrições validadas para o sorteio. Essa listagem contém uma coluna chamada “número de inscrição para sorteio”, onde é dado um número para cada candidato. Esses números são sorteados aleatoriamente, independentemente do número de vagas disponíveis. A partir deste sorteio aleatório de números é que o resultado é processado e publicado.

O processo é composto por três etapas:

1) Sorteio eletrônico

O software usado pelo IFTM já é utilizado por outros institutos federais. Este programa sorteia aleatoriamente a ordem dos números por meio de algoritmos e cálculos matemáticos.

Para fins de auditoria, é importante observar o campo “Semente xxxxxxxxxxxxx”. É essa semente que garante a aleatoriedade do processo e permite, inclusive, a reprodução de determinado sorteio já feito, com resultado idêntico.

Após o sorteio, é gerada uma planilha com a classificação em que cada número foi sorteado. Esta planilha dará origem ao resultado divulgado no site do processo seletivo.

2) Planilha de Tratamento de dados

Após o sorteio, a planilha é tratada pela Comissão Permanente de Processo Seletivo e organizada por campus/curso/grupo de concorrência (conforme o Edital) que formatará o resultado a ser publicado na página, conforme os dados da planilha de sorteio.

3) Resultado a publicar

Após este tratamento, é gerado um arquivo em pdf, o qual contem a classificação e os respectivos nomes dos candidatos a ser publicada no site do processo seletivo.

Sobre a semente utilizada no sorteio eletrônico

Da maneira como o código-fonte se encontra implementado, a semente utilizada na geração de números pseudo-aleatórios é o tempo (quantos milissegundos se passaram desde 1 de janeiro de 1970 até o momento em que o botão "Gerar sorteio" foi clicado).

"A semente aleatória é um número (ou vetor) usado para iniciar o algoritmo gerador de números pseudo-aleatórios. A escolha de uma boa semente aleatória é crucial quando se trata de segurança da informação e criptação computacional. É a semente aleatória que permitirá que uma chave secreta de criptografia seja gerada de modo randômico. Computacionalmente as sementes aleatórias são muitas vezes geradas a partir de um valor que não se repetirá, como por exemplo, a marca temporal atual. Uma marca temporal (ou estampa de tempo) é uma cadeia de caracteres denotando a hora ou data que certo evento ocorreu."

Assim, cada vez que se clica no botão "Gerar sorteio" do script do sorteio eletrônico, uma lista diferente é gerada, sendo o tempo o fator que torna a lista pseudo-aleatória em lista realmente aleatória.

Faça o download do programa utilizado para realização do sorteio eletrônico (Requisitos: navegadores Firefox/Google Chrome, … não funciona em navegadores Internet Explorer).

Caso deseje verificar a autenticidade do sorteio eletrônico realizado utilizando a semente publicada, siga os seguintes passos:

1) Solicitar à COPESE por meio do e-mail: ingresso@iftm.edu.br os números de inscrição do sorteio a ser auditado.

2) Colocar a semente no local destinado no sistema;

3) Colocar os números de inscrição no local destinado no sistema;

4) Clique no botão "Gerar sorteio";

5) Efetue a comparação da saída do programa com a lista impressa

Fim do conteúdo da página