Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > IFTM Campus Uberaba > Últimas Notícias > Neabi do IFTM Campus Uberaba promove Encontro Temático para discussão sobre as Comissões de Heteroidentificação
Início do conteúdo da página
Notícias

Neabi do IFTM Campus Uberaba promove Encontro Temático para discussão sobre as Comissões de Heteroidentificação

Evento, realizado em parceria com a UFTM, ocorreu no dia 13 de fevereiro

  • Por IFTM Campus Uberaba
  • Publicado em 19/02/2020 às 14:51
  • Última modificação 20/02/2020 às 10:41
Participantes do evento reunidos
Participantes do evento reunidos
Crédito: Juno Alexandre

Na tarde da última quinta-feira (13), aconteceu, no auditório do IFTM Campus Uberaba, oEncontro Temático sobre as Comissões/Bancas de Heteroidentificação nas Instituições Federais de Ensino Superior: desafios e possibilidades”. O evento foi promovido pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas – Neabi – do referido campus e contou com a parceria do grupo de extensão Temas Raciais, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM, coordenado pela Prof.ª Dr.ª Maria Cristina Souza.

O Encontro promoveu reflexões e trouxe para o debate procedimentos que devem ser utilizados pelas Comissões de Heteroidentificação nas instituições de ensino superior considerando a Lei nº 12.711/2012 – que dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio - e a Portaria IFTM n° 1.810/2018 – que estabelece a criação das referidas Comissões nos campi da instituição.

A atividade contou com a presença da vice-reitora do IFTM, Marlene Jerônimo, de membros dos Neabis e das Comissões de Heteroidentificação de diversos campi da instituição – Uberaba, Uberlândia, Patrocínio e Avançado Uberaba Parque Tecnológico, e de representantes do movimento negro da região.

Como destaques das discussões, foi registrado pelos participantes que a política de ações afirmativas extrapola o sistema de reservas de vagas para negros, negras e indígenas, além de ser um desafio avançar em tais políticas no IFTM, inclusive em relação à formação e atuação dos Neabis nos campi, em prol de uma educação democrática e plural.

Também foram apresentadas diversas reivindicações sobre as Comissões de Heteroidentificação dos campi e da reitoria do IFTM, que se deparam constantemente com a situação de uso indevido da reserva de cotas por brancos, o que impossibilita a real efetivação desse aspecto das políticas afirmativas na instituição. Assim, foi reforçada a necessidade de que tais comissões sejam integradas por servidores e representantes da sociedade civil engajados no enfrentamento de questões raciais e ligadas ao racismo, assim como foi defendida a formatação de uma resolução - ampla e devidamente discutida pela instituição - que norteie os trabalhos das comissões.



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página