Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > IFTM Campus Avançado Uberaba Parque Tecnológico > Últimas Notícias > Nota de Repúdio do IFTM Campus Avançado Uberaba Parque Tecnológico
Início do conteúdo da página
Notícias

Nota de Repúdio do IFTM Campus Avançado Uberaba Parque Tecnológico

Campus condena atitudes racistas e declara que nenhum tipo de violência será tolerado

  • Por IFTM Campus Avançado Uberaba Parque Tecnológico
  • Publicado em 11/08/2020 às 00:00
  • Última modificação 11/08/2020 às 15:32
Nota Pública
Nota Pública
Crédito: Divulgação

Na última sexta-feira, 7 de agosto de 2020, membros do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM) Campus  Avançado Uberaba Parque Tecnológico e a atual presidente do referido Núcleo, Professora Doutora Márcia Custódio, foram pessoal, direta e covardemente agredidos em pretensos atos racistas criminosos durante o evento "A gosto do negro: as relações étnicoraciais em projeção, Episódios de vidas negras: leituras sobre o racismo a partir do filme American Son (2019)", do diretor Kenny Leon e roteiro de Christopher DemosBrown.

O IFTM Campus Avançado Uberaba Parque Tecnológico externaliza que, diante do ocorrido, também se sente  profundamente desrespeitado e vem a público prestar solidariedade e apoio aos agredidos e reafirmar o objetivo da instituição, junto aos NEABI dos campi, de enfrentar e combater crimes decorrentes de gênero e, no caso em específico vivenciado, os de injúria racial e de racismo no Brasil.

Em nome de toda a comunidade do campus, a Direção-geral do IFTM Campus Avançado Uberaba Parque Tecnológico condena atitudes criminosas e racistas, as quais não correspondem ao comportamento esperado de qualquer cidadão, em especial em uma instituição de ensino como o IFTM, que não tolerará nenhum tipo de violência e racismo.

Também em nome do IFTM Campus Avançado Uberaba Parque Tecnológico, apresenta-se aqui pedido EXPRESSO, FORMAL e EXPLÍCITO de desculpas à toda comunidade negra, ao NEABI/IFTM CAUPT e pessoalmente à Professora Márcia Custódio. 

Informa-se que, em relação ao fato ocorrido, o campus já iniciou ato de apuração dos fatos de injúria racial, bem como de racismo, tipificados na Lei Nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, a qual “define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor”; cumulada com a Lei nº 12.735, de 30 de novembro de 2012, a qual “altera o Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 - Código Penal, o Decreto-Lei nº 1.001, de 21 de outubro de 1969 - Código Penal Militar, e a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, para tipificar condutas realizadas mediante uso de sistema eletrônico, digital ou similares, que sejam praticadas contra sistemas informatizados e similares; e dá outras providências”, para serem encaminhados às autoridades competentes para identificação e punição penal dos responsáveis e das ações administrativas cabíveis ao IFTM.

Além disso, far-se-á um levantamento de proposições/ações que façam com que atos dessa natureza inexistam na instituição e em quaisquer outros ambientes em que o IFTM possa influenciar/atuar.

Assim, o IFTM Campus Avançado Uberaba Parque Tecnológico reforça seu REPÚDIO, INDIGNAÇÃO e PEDIDO DE DESCULPAS, e à Professora Márcia e aos demais organizadores do evento, seu apoio incondicional na luta constante em combater o racismo, pois nenhum tipo de preconceio será tolerado.

 

Uberaba, 11 de agosto de 2020.

 

Marcelo Ponciano Silva

Diretor Geral do IFTM Campus Avançado Uberaba Parque Tecnológico



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página