Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > IFTM tem proposta aprovada em edital nacional de empreendedorismo
Início do conteúdo da página
Notícias

IFTM tem proposta aprovada em edital nacional de empreendedorismo

"IF Mais Empreendedor" é uma iniciativa do MEC, do IFSULDEMINAS e da FADEMA. Proposta contempla 7 projetos

  • Por IFTM Reitoria
  • Publicado em 14/05/2021 às 09:00
  • Última modificação 18/05/2021 às 08:47
Programa IF Mais Empreendedor Nacional
Programa IF Mais Empreendedor Nacional
Crédito: Divulgação

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM) teve proposta aprovada, no último dia 20, em edital de empreendedorismo do programa IF Mais Empreendedor, uma iniciativa da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (SETEC/MEC) em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), por meio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Extensão, Pesquisa, Ensino Profissionalizante e Tecnológico (FADEMA). 

A proposta institucional, que abrange 7 projetos diversos, objetiva a realização de atividades e ações de extensionismo tecnológico em interação com o setor produtivo, especialmente com o atendimento a Micro e Pequenos Empreendedores (MPEs) e Empreendedores Individuais e articulação junto aos Arranjos Produtivos Locais (APLs), de maneira particular àqueles que foram afetados negativamente pela pandemia da COVID-19.

Para o desenvolvimento dos projetos, que durarão 6 meses, o IFTM receberá o valor de R$ 154.350,00 (cento e cinquenta e quatro mil e trezentos e cinquenta reais), destinado ao pagamento de bolsas mensais a 1 (um) coordenador institucional da proposta, 7 coordenadores de equipes e 42 estudantes. A seleção de estudantes do IFTM para participarem como bolsistas nos projetos está com inscrições abertas até 14 de maio pela página de editais da Pró-reitoria de Extensão  (PROEXT) da instituição.

Conheça um pouco mais dos projetos que compõem a proposta contemplada:

Empreendedorismo Rural para Agropecuária Familiar

Após 1 ano da pandemia da COVID-19, produtores rurais, sobretudo aqueles que desenvolvem agricultura familiar, foram diretamente afetados por esse contexto. De uma hora para a outra, passaram a ter dificuldades em todos os elos da cadeia produtiva, desde a aquisição da matéria prima até a comercialização de seus produtos. Além da gravidade inerente à saúde pública, houve também a inflação, o que acarretou mudanças de preços em praticamente todos os setores comerciais.

“Isso afetou diretamente o pequeno produtor rural, pois, além dos maiores preços praticados nos insumos agrícolas, normalmente baseados no Dólar, tais produtores enfrentaram dificuldades em comercializar seus produtos, uma vez que muitos comércios nas cidades foram fechados, incluindo as feiras de comercialização dos produtos rurais”, relata o coordenador do projeto, Tiago Vieira de Sousa.

Diante disso, se faz necessário o acompanhamento desses produtores rurais, fornecendo para eles assistência técnica especializada de forma a aumentar a eficiência produtiva em todas as etapas de comercialização e gestão de seus produtos.

O projeto é composto pelas etapas de diagnóstico, orientação técnica rural, compartilhamento de experiências entre os envolvidos e comunidade, e assistências administrativa e comercial, pautadas no uso de tecnologias digitais, desde a aquisição de matérias primas, comercialização e marketing.

“É inegável que neste último ano, os avanços nas transações comerciais realizadas de forma digital foram significativos. Infelizmente, os produtores rurais, frequentemente, ainda não possuem familiaridades com o ambiente virtual. Posto isso, o projeto vai também ofertar treinamentos de comércio eletrônico aos produtores e marketing digital, bem como auxiliá-los na divulgação e comercialização dos seus produtos”, explica Tiago.

O projeto Empreendedorismo Rural para Agropecuária Familiar é uma iniciativa do IFTM Campus Avançado Campina Verde e será desenvolvido no próprio município com apoio da Prefeitura Municipal e da Emater atendendo 5 produtores rurais.

Novos Horizontes

Resgatar a saúde financeira de empresas que estão sendo impactadas pela crise global originada pela pandemia da COVID-19 por meio de elaboração de um plano de contingência emergencial capaz de avaliar riscos e esclarecer mecanismos de resposta a emergências, planos e divisão de trabalho é o objetivo desse projeto do IFTM Campus Ituiutaba, sob a coordenação de Marco Antônio Franco do Amaral.

Para isso, serão utilizados conhecimentos de administração de empresas como análise da matriz Swot das instituições selecionadas, avaliando-se globalmente forças, fraquezas, oportunidades e ameaças presentes no contexto. “Serão avaliadas as forças que podem defender o negócio. A metodologia dá uma visão de 360º sobre alguns dos principais pontos da organização”, esclarece Marco Antônio.

Ainda, serão feitas análises jurídica e contábil das empresas para verificação de limitações jurídicas e contábeis enfrentadas e das possibilidades de recuperação judicial e contábil. Após, será elaborado um Planejamento Estratégico, documento que serve de norteador de ações de recuperação da empresa, que exprima os principais passos a serem dados para recolocação no mercado.

Serão atendidas empresas de pequeno e médio porte situadas na cidade de Ituiutaba e região, selecionadas em um mapeamento daquelas que se tornaram inadimplentes nos últimos 18 meses ou que possuam alguma restrição na Junta Comercial de Ituiutaba neste período. “Uma entrevista será marcada com essas empresas e esclarecidas todas as possibilidades de atuação do projeto, bem como o sigilo de dados que serão coletados”, finaliza o coordenador.

Tipificação e Desenvolvimento da Maturidade Digital das MPES em Ituiutaba e Região

As Micro e Pequenas Empresas (MPEs) possuem um papel essencial no desempenho econômico e social do país. Segundo o SEBRAE, entre 2006 e 2019, as MPEs contribuíram com 30% da economia nacional e foram responsáveis pela geração de aproximadamente 13,5 milhões de novas vagas. Nesse mesmo período, as médias e grandes empresas encerraram cerca de 1,1 milhões de postos de trabalho.

Ainda conforme o SEBRAE, também as MPEs funcionam como amortecedor em situações de crises, pois em virtude do quadro enxuto de funcionários, não possuem muita margem para demissões e, assim, enfrentam os momentos turbulentos mantendo a sua força de trabalho.

As MPEs na cidade de Ituiutaba têm sido impactadas duramente pelas medidas restritivas de contenção do vírus da COVID-19, enfrentando dificuldades para sobreviverem ao longo período de incertezas. “‘As estratégias de lockdown e isolamento social, impostas para minimizar a disseminação do novo coronavírus, tornaram a transformação digital uma opção obrigatória para todas as empresas e em todos os setores, forçando os empreendedores a amadurecerem digitalmente’”, reforça Raquel Lie Kishi, coordenadora do projeto encabeçado pelo IFTM Campus Ituiutaba, por meio da fala de autores e pesquisadores internacionais da área como Gordon Fletcher e Marie Griffiths.

“‘As empresas que estão desempenhando melhor nesse período são aquelas cujos negócios são baseados na Internet como serviços de delivery, online entretenimento, compras online, soluções para o trabalho remoto etc’’’, ainda nos lembra Raquel de acordo com estudos de 2020 de Gustafsson Donthu, outro renomado pesquisador da área.

Desde abril, está ocorrendo uma etapa anterior ao início do projeto em si, na qual estão sendo elaboradas as fases de construção do método de avaliação do estágio de maturidade em marketing digital; criação da ferramenta de pesquisa; condução da pesquisa na cidade de Ituiutaba; e tabulação e análise dos resultados. Essa fase encerra-se em maio. A partir de junho, avança-se para novas etapas: diagnóstico das empresas; elaboração dos Planos de Ação; apresentação dos diagnósticos e Planos de Ação; implementação e acompanhamento das ações e redação do relatório final.

Serão selecionadas micro e pequenas empresas que possuam CNPJ regularizado, localizadas na cidade de Ituiutaba e região, e que estejam nos estágios iniciais da maturidade em marketing digital. “Espera-se que esse projeto possa contribuir com o amadurecimento das empresas participantes no uso de estratégias digitais para manutenção do relacionamento com seus clientes e para incremento e maximização do volume de vendas.”, relata a coordenadora.

Apoio tecnológico voltado à Economia 4.0 para micro e pequenas empresas situadas no município de Ituiutaba

Atualmente a internet é de extrema necessidade e importância para qualquer pessoa ou empresa. Sem ela, no momento atual, não se desenvolve as atividades do dia a dia. Pensando assim, as empresas precisam oferecer segurança aos seus clientes, clareza na escolha dos produtos, confiança nas transações de vendas, além do pós-venda.

“Nos dias de hoje, os clientes estão muito exigentes e as empresas que têm um site que demonstra essas preocupações com certeza terão mais vendas. A inovação desse projeto é oferecer aos micros e pequenos empresários e empreendedores individuais uma oportunidade de ter um web site sobre sua empresa e enfim se adequarem aos novos desafios da economia 4.0”, complementa Reane Franco Goulart, coordenadora do projeto também do IFTM Campus Ituiutaba.

O projeto poderá atender a diversas áreas como lojas de roupas, calçados, eletrônicos, lanchonetes, prestadores de serviço de limpeza, manutenção de rede elétrica, entre outras, ou seja, qualquer empreendimento que necessitar de um site para divulgar seu produto e realizar suas vendas.

O projeto será dividido em diversas etapas: avaliação diagnóstica com as empresas envolvidas; escolha das ferramentas gratuitas e treinamento dos bolsistas; aplicação da engenharia de requisitos e elaboração do protótipo do site; criação do projeto do site; construção do site; e implantação do site. Em seu desenvolvimento, serão usados os métodos Kanban e Scrum de forma a possibilitar que todos saibam como está o andamento das ações.

IF Empreende – Campus Patos de Minas

Com o intuito de realizar diagnóstico junto a pequenos empreendedores de Patos de Minas, identificando origem, visão, trabalho como empreendedor, tipo de liderança, gestão (financeira, marketing), planejamento, organização, direção, controle, parcerias, pontos fortes, pontos fracos, oportunidades, ameaças e principais impactos causados pela crise provocada pela COVID-19, a proposta IF Empreende foi apresentada pelo IFTM Campus Patrocínio, na figura da coordenadora Jane Paula Silveira Soares do Nascimento.

Para atingir o objetivo, serão ofertados feedbacks e capacitações por meio da atuação de estudantes do curso superior em Administração e Técnico Integrado em Logística, e de professores do IFTM do referido campus. “Dessa forma, será possibilitado aos alunos colocar em prática conhecimentos adquiridos no decorrer do curso, preparando-os para o mercado de trabalho e para sua atuação no mundo como indivíduos mais independentes e críticos, além claro de beneficiar a comunidade externa por meio de atividades extensionistas e de pesquisas”, ressaltou Jane.

Inicialmente as atividades do projeto, como reuniões e oficinas, serão realizadas de forma remota, evitando-se a presencialidade em razão das orientações para o distanciamento social. Primeiro será feita prospecção de 5 Micro e Pequenas Empresas e/ou Empreendedores Individuais. Em seguida, ocorrerão entrevistas para levantamento de informações sobre elas, que resultarão em um diagnóstico geral de cada empreendimento. De posse dessas informações, serão ofertadas consultorias e oficinas nas áreas de gestão, marketing e logística, para alavancá-los. 

Desenvolvimento de estratégias de inserção tecnológica administrativas para fomento das Microempresas e Microempreendedores Individuais de Paracatu para mitigar os efeitos da pandemia da COVID-19

Para tentar minimizar prejuízos de Micro e Pequenas Empresas, Giovanni Beviláqua, analista técnico do Sebrae, diz que em tempos de rupturas provocadas pelo novo coronavírus “ (...) muitos negócios pararam de funcionar, mas ao mesmo tempo, vimos que muitos se reinventaram. Foi acelerada a transformação digital das empresas por causa da pandemia. Essa pode ser uma oportunidade interessante, uma estratégia para manter e ampliar clientes”.

Nessa linha de observação e pensamento, o IFTM Campus Paracatu propôs o projeto Desenvolvimento de estratégias de inserção tecnológica administrativas para fomento das Microempresas e Microempreendedores Individuais de Paracatu para mitigar os efeitos da pandemia da COVID-19, sob a coordenação de Emerson Andrade Câmara.

A proposta consiste em realizar um diagnóstico dos setores e arranjos produtivos mais prejudicados pela pandemia no citado município por meio de contato com os atores estratégicos locais, como a Casa do Empresário e Sebrae/MG, para prospecção de potenciais clientes, entre 5 a 7 empresas, com vistas à realização de ações estratégicas como vendas via redes sociais (Facebook, Instagram, WhatsApp) e canais digitais de e-commerce e/ou páginas eletrônicas empresariais.

Equipe multidisciplinar composta por estudantes dos cursos superiores em Administração, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Engenharia Elétrica e dos cursos técnicos em Administração, Informática e Eletrônica atuará nas atividades, “potencializando o conhecimento e o desenvolvimento dos discentes e fortalecendo impactos no dia a dia das empresas atendidas”, enfatiza Emerson.

Consultoria empresarial para Micro e Pequenos Empreendedores e Empreendedores Individuais do comércio varejista do município de Uberaba/MG

Realizar consultoria nas áreas de finanças, marketing, recursos humanos e operacional para Micro e Pequenos Empreendedores e Empreendedores Individuais do comércio varejista do município de Uberaba/MG e também possibilitar a oportunidade de aprimoramento teórico e técnico por meio da realização de atividades de consultoria no âmbito da gestão empresarial aos estudantes dos cursos de Bacharelado em Administração e do Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio do IFTM Campus Uberaba é o que pretende o projeto apresentado pelo IFTM Campus Uberaba, que tem Elton Antônio Alves Pereira como coordenador.

“Possibilitar a vivência real no universo corporativo, a resolução de problemas práticos e o aprimoramento pessoal e humano é de grande valia para os estudantes envolvidos no projeto.”, esclarece o coordenador, que acrescenta que, ao iniciar micro e pequenos negócios, muitos empreendedores não se dão conta dos desafios que empreender exige e que esses problemas nem sempre são pequenos ou de fácil solução. “Esses desafios e problemas passam, entre outros, pela pouca capacitação do empreendedor, pelo baixo conhecimento sobre os clientes e o negócio, pelo pouco poder de negociação com fornecedores, pela falta de crédito, pela falta de planejamento e, sobretudo, pela falta de preparo na gestão. Por isso a importância desse projeto enquanto prestação de consultoria”.

Mais informações, resultados e editais podem ser acessados na página de editais da PROEXT.



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página