Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Com aprovação em nova chamada da Fapemig, IFTM recompõe bolsas de Iniciação Científica
Início do conteúdo da página
Notícias

Com aprovação em nova chamada da Fapemig, IFTM recompõe bolsas de Iniciação Científica

Devido à restrição orçamentária da Fundação, o Instituto teve uma perda de 20% de suas bolsas nos anos de 2019 e 2020

  • Por IFTM Reitoria
  • Publicado em 05/10/2021 às 16:30
  • Última modificação 06/10/2021 às 10:45

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM) foi aprovado na Chamada nº 02/21 PIBIC FAPEMIG (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais) referente à seleção pública de adesão ao Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica – PIBIC, recompondo assim, as 40 bolsas de Iniciação Científica (IC) disponíveis na instituição providas por tal Fundação para alunos de graduação.

Devido a restrições orçamentárias, a FAPEMIG não realizou novas chamadas de projetos de IC nos anos de 2019 e 2020, o que impactou em uma redução de 20% das referidas bolsas do IFTM no período, conforme informado pela pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PROPI) da instituição. “Com a recomposição das bolsas, é possível retomar projetos de pesquisa que não seriam contemplados. A previsão de implementação delas já é a partir de novembro deste ano, depois de seleção interna a ser promovida por meio de Edital específico da PROPI”, explica o pró-reitor Carlos Alberto Alves de Oliveira.

Iniciação Científica

A Iniciação Científica tem a finalidade de promover o desenvolvimento do estudante por meio de sua inserção inicial no desenvolvimento metodológico da pesquisa básica e aplicada, desenvolvendo a compreensão da ciência de forma ampla.

“A condução de um projeto de IC pode ocorrer por meio de uma bolsa ou de forma voluntária, contribuindo positivamente para o desenvolvimento acadêmico do estudante, auxiliando não só na vida profissional futura, mas também em sua formação enquanto cidadão. A condução de um projeto dessa natureza, ainda, cria oportunidades para a realização de pesquisas alinhadas às novas tecnologias demandadas pelo setor produtivo, além de potencializar condições para a inserção do estudante no mercado de trabalho, de forma mais criativa e proativa”, destaca Oliveira.



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página